Minicursos Pré Congressos

MINI CURSO – PRÉ CONGRESSO

1. KINTSUGI e WABI SABI - para arteterapeutas. Angélica Shigihara (RS) 

Numa tentativa de vivenciar os conceitos orientais como a impermanência, o estar “aqui e agora” do Zen Budismo, e a beleza da imperfeição e simplicidade do Wabi Sabi, este mini-curso propõe-se a experiência de quebra e restauro real de um objeto, tendo como suporte a filosofia relacionada á técnica japonesa do Kintsugi. Trabalhando os aspectos internos sobre recompor feridas e destacar o potencial de transformação do processo em contexto arteterapêutico. A proposta tem como objetivo permitir a experiência do restauro que não almeja deixar o objeto como era antes, mas sim valorizar a cicatriz das feridas e as marcas do tempo, destacando a força obtida pela superação e “restauração” do equilíbrio e a valorização da dedicação no cuidado neste processo. Além disso será apresentada a fundamentação teórica relativa à proposta, e desenvolver em arteterapeutas formados ou em formação o autoconhecimento e a compreensão ao superar e re-significar experiências próprias, trabalhar fraturas, marcas, feridas, defeitos ou imperfeições que podem levar a uma melhor competência no atendimento terapêutico como profissional.

 

Angélica Shigihara- Arteterapeuta -AATERGS001/0603, Artista Plástica, Professora de desenho e Educadora infantil. Com Esp.Educação Especial: área das altas habilidades na UFRGS e Formação em Arteterapia no INFAPA/RS. Presidente fundadora e Membro da Comissão Cientifica da AATERGS. Membro do Conselho de Honra da UBAAT.

2. Arquétipo Sonoro: O Som da Alma no Mundo. Rodolfo Berg (RJ) e João Foureaux (MG)

Desde o início dos tempos quando o homem ainda se reunia entorno das fogueiras ele produzia sons e melodias, feitos por instrumentos ou com a própria voz, com o intuito de possibilitar uma ligação profunda com a vida e seus mistérios. A música é uma manifestação do espiritual dos povos ao longo dos milênios. Muitas culturas reconhecem o som como um leito que conduz ao transpessoal, ao arquetípico e ao sagrado. Embora a Arteterapia tenha como sua prioridade expressiva as imagens visuais há a possibilidade da música também criar cenários sonoros simbólicos tanto quanto as imagens desenhadas e pintadas. Esses cenários sonoros possuem também uma fundação arquetípica. Neste curso nos interessará o campo sonoro nas suas relações com o arquétipo. Desejamos como objetivo para o curso um pensar sobre as implicações do som com o arquétipo, assim como a sua importância na prática da Arteterapia. Sua metodologia consistirá de exposição teórica sobre os caminhos espirituais e arquetípicos do som e da música ao longo das diversas culturas inclusive a brasileira, assim como as relações do som e da música com o campo arteterapêutico. Incluirá também uma prática com os participantes com instrumentos variados e com vocalizações com o intuito de uma experimentação sonora na sua esfera transpessoal. O som possui raízes arquetípicas. O som é psique, o som é alma, o som é mundo.

Rodolfo Berg – Arteterapeuta- AARJ 001/0399, Psicólogo Clínico- CRP 05/17031, Músico, Artista Plástico, Professor e Supervisor de pós-graduação de Psicologia Analítica e Arteterapia. Conselheiro de Honra da UBAAT.

João Foureaux - Graduado em Música Popular pela UFMG e Pós-graduado em Arteterapia pela FAVI. Atua como músico, compositor e Engenheiro de som.

3. Soulcollage e Arteterapia: Experiências Libertárias. Andréa Graupen (PE), Cristina Pinto Lopes (PE) e Edna Ferreira Lopes (PE)

O presente mini curso consiste em apresentação teórico vivencial do SoulCollage®️ enquanto recurso em arteterapia. A colagem se configura como valiosa forma de elaboração e contato com as imagens internas. Na década de 80 a norte americana Seena Frost, criou uma metodologia de trabalho que relaciona a técnica da colagem com a criação de cartões de mesmo tamanho, visando representar nossos múltiplos aspectos simbólicas. No mini curso exploraremos brevemente a historia e a técnica do SoulCollage®️, e a sua utilização no setting arteterapeutico através de uma provocação expressiva poético libertária.

Andréa Graupen - Psicóloga CRP- 02/10999; Arteterapeuta -031/02002; Facilitadora de SoulCollage®️; Especialista em Teoria e Prática Junguiana; Mestre em Ciências das Religiões-UFPB. Conselheira de Honra da UBAAT. Membro fundadora da ARTE-PE (Associação Pernambucana de Arteterapia). Organizadora do livro CORPOÉTICO - Arteterapia e Criatividade na experiência cotidiana e do livro Traços- Estudos em Arteterapia Volume I.

Cristina Pinto Lopes- Psicóloga CRP- 02/10545; Arteterapeuta 021/02002; Formadora de SoulCollage®️; Mestre Criatividade e Inovação. Conselheira de Honra da UBAAT. Membro fundadora da ARTE-PE (Associação Pernambucana de Arteterapia). Organizadora do livro CORPOÉTICO - Arteterapia e Criatividade na experiência cotidiana e do livro Traços- Estudos em Arteterapia Volume I.

Edna Ferreira Lopes - Psicóloga CRP - 02/4739; Arteterapeuta- 011/02002, Analista em Bioenergética –CBT, Supervisora, Local Trainer ; Especialista em Terapia de Casal e Família; Facilitadora de SoulCollage®️. Conselheira de Honra da UBAAT. Membro fundadora da ARTE-PE (Associação Pernambucana de Arteterapia). Organizadora do livro CORPOÉTICO - Arteterapia e Criatividade na experiência cotidiana e do livro Traços- Estudos em Arteterapia Volume I.

4. Semente de Que Eu Sou? – O Jogo dos Dons e Talentos. Mancala – Roda de Cura – Maha Zilah. Patrícia Pinna (SP)

Neste curso serão abordados os fundamentos dos 3 jogos que compõem o jogo dos dons e talentos, desenvolvido por Patrícia Pinna, a partir de sua pesquisa sobre os aspectos simbólicos de jogos tradicionais ancestrais:

Semear e Partilhar – identificando dons e talentos.

Roda de Cura: O Caminho do Xamã – a jornada da individuação.

Maha Lilah: O Jogo do Autoconhecimento – a aventura da consciência.

Será feita uma vivência com o jogo seguida de um trabalho expressivo associado, mostrando a sua aplicabilidade nos campos terapêutico, pedagógico e preventivo.

Patrícia Pinna Bernardo: Pós-doutora em Mitologia Criativa e Arteterapia (USP). Psicóloga CRP06/16725 (USP).Arteterapeuta -AATESP 056/0905. Artista Plástica (FAAP). Autora de livros como a coleção – A prática da Arteterapia. Membro do Conselho Diretor da UBAAT.

5. Autobiografia como Diagnóstico em Arteterapia: O Livro da Vida. Celso Falaschi (SP)

A utilização da escrita criativa e da pintura em aquarela como diagnóstico em Arteterapia.

Dentro da proposta de escrita criativa, serão produzidos diferentes textos e uma pintura em aquarela, que, juntos, se integrarão em um livro produzido pelo próprio participante. A escrita e a aquarela levarão o participante a um mergulho no si-mesmo, permitindo um profundo contato com imagens do inconsciente. O participante será convidado a tecer (redigir) a própria história de vida e depois materializá-la em livro, juntando folhas, desenhando, colorindo, dando laçadas e nós com diferentes tipos de linhas, lãs e barbantes, levando-o  ao seu processo de ressignificação, a melhor se entender como ser humano, a como ser e estar no mundo de forma plena, individuada e iluminada!

Celso Luiz Falaschi – Arteterapeuta AATESP 248/1012, especialista em Arteterapia pela Faculdade Vicentina/NAPE – Núcleo de Arte e Educação; Doutor em Psicologia – Ciência e Profissões (Criatividade), pela Faculdade de Psicologia da Puc-Campinas (2005); Mestre em Educação (Ensino Superior), pela Faculdade de Educação da PUC-Campinas (1996); graduado em Jornalismo, também pela PUC -Campinas (1982; Fundador e presidente da ABJL – Academia Brasileira de Educação e Jornalismo Literário; co-fundador e conselheiro da CRIABRASILIS – Associação Brasileira de Criatividade e Inovação. Organizador de diversos livros.

6. As Mandalas como Caminho para a Construção do Jogo da Vida (Mancala). Dilaina Paula dos Santos (SP) e Regina Maria Fiorezzi Hardt Chiesa (SP).

Chiesa (2012) criou uma metodologia de construção de caminhos tendo como base as mandalas. Estes caminhos serão visitados na construção do jogo Mancala. Um jogo de origem africana muito antigo, em que as peças são movidas como no ato da semeadura e colheita, revelando um encontro com o ciclo vital. As mandalas servirão de base, de âncora para que cada pessoa possa construir caminhos no jogo da vida. Sair do bidimensional para o tridimensional, em que cada reconstrução é uma conquista. A energia criativa possibilitada pela vivência traz a sensação de destinação, de seguir o fluxo natural da vida e de construir os próprios caminhos.

Ms. Regina Maria Fiorezzi Hardt Chiesa - Arte-educadora, Arteterapeuta - AATESP - 022/1203 , Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento pelo Mackenzie, pós graduada em Psico-oncologia  pelo Instituto Sedes Sapientiae, curso de Gerontologia pelo Instituto Sedes Sapientiae, formação em Dinâmica Energética do Psiquismo (DEP). Autora dos livros: O Diálogo com o Barro o Encontro com o Criativo, São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004; Mandalas Construindo Caminhos Um Processo Arteterapêutico, Rio de Janeiro: Editora Wak, 2012.  http://lattes.cnpq.br/ 9074548430099693    

Dilaina Paula dos Santos - Arte-educadora, Pedagoga, Psicopedagoga, Arteterapeuta pelo Instituto Sedes Sapientiae - ATESP 011/1203, Mestre em Arte UNESP, Diretora Gerente da AATESP, membro do Conselho Diretor da UBAAT , Autora do livro: Psicopedagogia dos Fantoches: Jogo de imaginar, construir e narrar, editado pela Vetor, e de outros artigos na área.. Parecerista da Revista da AATESP.  http://lattes.cnpq.br/0046752029255450

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7. Conhecendo o Método I am I de Pintura Espontânea. Maria Cristina Anauate (SP).

O Método I.am.I™ de Pintura Espontânea® foi introduzido no Brasil na década de 80 pela sua criadora, Dra. Susan Bello.

O Método visa enfocar na libertação do Self Autêntico, sua essência e propósito de vida e atua no desenvolvimento das Inteligências Autênticas Múltiplas Inatas (I.am.I), de natureza emocional, criativa, intuitiva, imaginativa, simbólica, espiritual, visual e cinestésica expressadas através de imagens simbólicas do inconsciente nas pinturas espontâneas. A metodologia integra exercícios preparatórios para a pintura, escrita criativa, comunicação empática, e dinâmicas de grupo.

Maria Cristina Anauate - Terapeuta Ocupacional (USP - 1980). Estudos em reabilitação neuropsicológica no Oliver Zangwill Centre (Ely- Inglaterra). Especialista em Arteterapia – AATESP - 305/0915. Experiência docente e clínica em reabilitação neurológica e neuropsicológica em intervenção e prevenção e na aplicação de recursos artísticos e da natureza como meio de intervenção. Campo de pesquisa: “Arte e Demência” e “Arte e Natureza”. Coordenadora e criadora do Espaço Viver com Arte ministrando cursos nas áreas de neuropsicologia, neuropsicologia da arte, arte-reabilitação neuropsicológica, mandalas, arte, oficinas de arteterapia e jardinagem terapêutica. Ministrante há 16 anos do curso extensivo anual “ESTUDOS DA ARTE EM NEUROPSICOLOGIA: A Aplicação de recursos Artísticos em Abordagens Neuropsicológicas”. Ministrante há 12 anos de cursos extensivos semestrais envolvendo a “JORNADA DAS MANDALAS”, com cursos de mandalas na interface com as cores, flores, geometria sagrada, aquarelas sutis e sons.

 

 

 

 

Informações: AMART Associação Mineira de Arteterapia congressoarteterapia2020@gmail.com

Divulgue e gerencie online cursos e eventos Crie seu evento aqui